sexta-feira, 30 de março de 2012

Help...





Preciso urgentemente de desabafar, de gritar, chorar...
Teimo em erguer o queixo e esboçar um sorriso, mas o que me apetece mesmo é adormecer e fingir que o mundo lá fora não existe. Caramba... porque deixo que tudo me afecte?
Dói-me a cabeça de pensar em soluções, idealizar meios e finalidades.
Tenho medo, muito medo. A raiva invade-me, depois a indiferença, finalmente a apatia. O cansaço torna-se o meu companheiro, quero desesperadamente que tudo se silencie.
Imagino-me noutro corpo, noutro local, noutra vida. Sou ingrata pelo que tenho... Sou amaldicioada pela fraqueza de espírito que possuo ao reclamar da vida que Deus me deu...

terça-feira, 13 de março de 2012

What if...



E se...
Se eu conseguisse calar o vento e o mar,
Fazer os pássaros entoar melodias das partituras de Beethoven?
E se...
Conseguisse capturar o cheiro de todas as flores,
Entender todas as línguas e dialectos?
E se eu...
Se eu pudesse entrar dentro do teu peito,
Afagar o teu coração e acalmar teus receios?
E se...

sexta-feira, 9 de março de 2012

Eu consigo...eu consigo...eu consigo...eu...não consigoooo!





A fase da adolescência está a começar, ainda a procissão vai no adro e eu já estou com os neurónios às voltas. Estudar com ela, rever matéria de ciências, história, português. Estiletes, anteras e raízes fasciculadas, misturadas com a burguesia a clero do século XIII e a terminar com o complemento directo. Trabalhos de grupo, ensaios de coreografias e caraokes sem falar nos TPC... Mãeeeee....

quinta-feira, 8 de março de 2012

terça-feira, 6 de março de 2012

Bolinha de sabão




Estamos todos meio anestesiados, quase adormecidos, à espera não se sabe bem de quê. Será que D Sebastião virá para nos salvar, saído das brumas numa manhã de nevoeiro? Portugal está caótico. Os nossos vizinhos na Europa também... Não há ninguém que segure de vez o leme e nos leve a bom porto?
Se ao menos o Benfica se consagrasse campeão... Ou se ganhasse umas férias numa qualquer ilha paradisíaca...
Alguém me dedicasse um poema, me fizesse uma serenata, um avião no ar com uma mensagem de carinho ou amizade. Se pudesse flutuar numa imensa bola de sabão...
Shhhhhh... Estás de novo a sonhar acordada!
Ahhh, que se lixe. Como diz o outro, sonhar não paga imposto. Ainda!

quinta-feira, 1 de março de 2012

Fire to the rain...

Há imenso tempo que não vou a nenhum concerto. O último a que assisti, foi no Teatro José Lúcio da Silva e foi o Rui Veloso a cantar. Ultimamente tenho uma vontade imensa de ir a um concerto com letra grande, ou melhor, num espaço amplo a perder de vista. Na minha juventude, poucos concertos assisti em estádios de futebol, apenas fui ver o Phil Collins e o Brian Adams, no estádio de Alvalade, mas foram de arromba mesmo. Na altura, o meu patrão das férias escolares convidou-me para ir com eles e, como raramente saía da parvalheira, claro que disse que sim. Claro que a viagem de volta foi muito cansativa, mas valeu a pena.
Este ano vários são os artistas que actuam em Portugal, mas ouvi dizer que estão a tentar trazer a Adele. Hummmm...Adorava ir... Ah mô Deus...